A meditação

Paramahansa Yogananda

 

 

 

 

 

 

 

 

- Pela meditação nós unimos a pequena alegria da alma com a grande alegria do Espírito. O ato da meditação não deve ser confundido com o ato da concentração comum. A concentração consiste em retirar a

atenção de distrações e focalizá-la em qualquer pensamento em que estejamos interessados. A meditação é uma forma especial de concentração na qual libertamos a atenção da inquietude em nós e a focalizamos em Deus. A meditação é, portanto, a concentração que usamos para conhecer Deus.

 

- Lembre-se de que, quanto mais longa for a sua meditação, tanto mais você estará próximo do jubiloso contato com o silencioso Deus. A intensidade consiste em tornar a meditação de hoje mais profunda que a de ontem, e a meditação de amanhã mais profunda que a de hoje.

 

- Não diga: "Amanhã meditarei mais longamente". De repente você verá que se passou um ano e você não realizou suas boas intenções. Ao contrário, diga: "Isto pode esperar, aquilo pode esperar, mas minha busca por Deus não pode esperar".

 

- A mais destrutiva flecha da desilusão de Maya é a resistência à meditação, pois esta atitude nos impede de entrarmos em sintonia com Deus e com o Guru.

 

- As coisas essenciais devem ser postas em primeiro lugar. Ao acordar de manhã, medite. Se não fizer assim, o mundo o absorverá e você esquecerá Deus. À noite, medite, antes que o sono o convide. Estou tão fortemente enraizado no hábito de meditar que, mesmo deitado, estou meditando. Não durmo de forma usual. O hábito de estar com Deus tomou o primeiro lugar.

 

- Mesmo quando encontrar Deus faça uma meditação curta, mas tão intensa, que terá a impressão que passou muitas horas com Ele.

 

- Quanto mais você medita, mais pode ajudar os outros e mais profundamente estará em sintonia com Deus. As pessoas egoístas permanecem espiritualmente estagnadas, mas os altruístas expandem sua consciência. Quando achar a sua onipresença na meditação, você encontrará a Deus. Se Ele estiver satisfeito, toda a natureza trabalhará em harmonia com você. Aprenda a falar com Ele com toda sua alma.

 

- Por que Deus se revelaria facilmente a você? Você que trabalha duramente por dinheiro e tão pouco por Realização Divina! Os santos hindus dizem que se dedicássemos um período de 24 horas em contínua e

ininterrupta oração, o Senhor apareceria a nossa frente ou se revelaria a nós de algum modo. Se devotarmos pelo menos uma hora diária em profunda meditação Nele, com o tempo Ele virá a nós.

 

- Não importa o que possa acontecer ao seu corpo, medite. Nunca se deite à noite sem antes ter comungado com Deus. O seu corpo lhe lembrará que você trabalhou bastante e necessita de repouso, mas quanto mais você ignorar as suas solicitações e concentrar-se no Senhor, tanto mais a sua vida será vibrante de alegria, como um globo

incandescente. Então saberá que você não é o corpo.

 

- Não se lamente se você não vir luzes ou imagens na meditação. Aprofunde-se na percepção da Bem-Aventurança porque é nela que você encontrará Deus. Não procure só uma parte, mas o Todo.

 

- Quanto mais adoçante você puser na água, tanto mais doce ela ficará. Do mesmo modo, quanto mais você meditar com intensidade, maior será o seu progresso espiritual.

 

- Nenhum idioma humano será capaz de descrever a alegria que você descobrirá no silêncio, atrás dos portais da sua mente. Mas você precisa se converter; você precisa meditar e criar esse ambiente.